Os carros e os sapatos são uma janela para a nossa personalidade

O escritor italiano e analista de design de calçado, Andrea Silvuni, defende que é possível saber muito sobre a personalidade de uma pessoa através do tipo de sapatos que usam e do tipo de carro que conduzem.

“Da mesma forma que o Chevy Bel Air  foi sinónimo de luxo e poder, e mostrou que se estava bem na vida, usar uns sapatos italianos irá revelar o seu poder interior e abrir aos outros uma janela para a sua personalidade. Não importa o tipo de calçado, há sempre razões para essa escolha e como elas transmitem o que somos e a nossa disposição”, disse Silvuni.

Os chinelos rasos são semelhantes aos carros citadinos, como o Smart Fortwo ou o Chevrolet Spark. Mostram que uma pessoa é descontraída, pouco tradicional e aberta a novas experiências.

As sabrinas e os pumps são como um VW Polo. São confortáveis ​​em todo o lado, dignos de confiança mas sem ser algo de muito forçado.

Os brogues ou oxfords são mais conservadores, seguros e fiáveis. Podem ser comparados a um sedan produzido em massa tal como o Jetta. Podem não estar na crista da onda no que toca às últimas tendências, mas estão prontos para quase tudo.

Os ténis/sapatilhas são jovens, leves e divertidos. De acordo com Silvuni, são como um SUV compacto como o Kia Sportage.

Os stilettos são agressivos e sensuais. Representam o carro desportivo do mundo do calçado, não muito útil, mas sem dúvida muito atraente.

“Ao entrar mais a fundo na anatomia dos sapatos e dos carros, somos capazes de identificar muitos aspetos  de engenharia em comum. Os avanços na tecnologia automóvel e dos pneus inspirou designers de calçado a desenvolver solas de borracha que ajudam a aderir à calçada num dia chuvoso e camadas protetoras impermeáveis de calçado ​​que podem ser encontradas nos materiais utilizados nos assentos de veículos”, disse Silvuni.

Fonte: autoviva

Anúncios