VW cria motor revolucionário para combater diesel

Numa altura em que o diesel é apontado como a fonte de muitos males, o Grupo Volkswagen prepara uma nova geração de motores a gasolina, mais eficiente e, acredita-se, capaz de afrontar o gasóleo.

Ralf Budack (à direita) e Rainer Wurms são os responsáveis pelo novo motor a gasolina que passará a oferecer os consumos de um turbodiesel, com emissões muito mais reduzidas

Com alguns países a darem mostras de querer iniciar uma caça aos motores a gasóleo, o Grupo Volkswagen acaba de anunciar a intenção de estrear uma nova geração de motores a gasolina, marcada por um novo desenho interior revolucionário. Denominados “Motores a gasolina de ciclo B”, esta nova família de propulsores começa com um 2.0 TSI que, graças a uma maior eficiência, promete, entre outras vantagens, reduções nos consumos de 8%, com mais potência e disponibilidade.

Segundo começa por salientar o fabricante, esta nova tecnologia não passa propriamente pelo downsizing, ou seja, pela diminuição da cilindrada, mas antes por uma série de inovações e melhoramentos realizados em prol do equilíbrio entre consumos e potência. Como? Desde logo, através de uma optimização da combustão, capaz de melhorar aqueles que são os ciclos de funcionamento dos motores – Otto, Atkinson ou Miller.

 A nova tecnologia deverá ser estreada com a nova geração de motores a gasolina EA888, embora adoptando uma denominação ligeiramente diferente – EA888B. E que terá a primeira aplicação numa nova mecânica 2.0 TSI de 184 cv, a qual, sendo uma evolução de um bloco já existente, foi também redesenhada, de forma a conseguir trabalhar num inovador ciclo B – nada mais, nada menos, que uma versão melhorada dos conhecidos ciclos de funcionamento Atkinson e Miller. E que, desenvolvida pelo engenheiro Ralf Budack, recebeu o nome de ciclo B, em homenagem ao seu criador.

Anunciando um aumento da eficiência, aquele que será o primeiro motor a funcionar segundo este novo ciclo B apresenta, desde logo, como vantagem, a possibilidade de poder funcionar no ciclo Otto nos momentos em que seja necessário dispor da potência máxima, passando para o novo ciclo B em condições normais de utilização. Com a mudança entre ciclos a fazer-se através do deslocamento axial da árvores de cames, a qual conta com dois excêntricos por cada válvula, para alterar os momentos de activação de cada válvula de admissão.

De resto, o redesenho do motor afecta, principalmente, a cabeça, ao estrear as já citadas novas árvores de cames, válvulas, câmaras de combustão, injecção directa de alta pressão (250 bares), distribuição variável, etc. Além de empregar novos pistons e segmentos, para reduzir as perdas por atrito, reforçam-se alguns componentes, de modo a suportar uma taxa de compressão de 11,7 para 1 – valor especialmente elevado para um motor a gasolina sobrealimentado, ainda para mais se tomarmos em linha de conta que o motor que lhe serve de base (e que hoje em dia já se comercializa) possui uma taxa de compressão de 9,6:1.

Quanto à forma como opera, pode dizer-se que este novo motor de ciclo B exibe um princípio de funcionamento que é, basicamente, igual ao de ciclo Miller. Pelo que, e partindo do princípio que estamos a falar de um motor sobrealimentado, o ciclo B diferencia-se pelo facto de, mantendo a válvula de admissão aberta durante parte do ciclo de compressão (cerca de um terço do trajecto), atrasa ainda mais o fecho da admissão, ao mesmo tempo que optimiza o preenchimento da câmara, graças a uma sobrealimentação mais eficaz e rápida. Algo que, garante a Volkswagen, permite melhorar a mistura de ar e combustível que entra no motor, prolongando o período de combustão efectiva.

Traduzido para números, o 2.0 TSI de ciclo B consegue uma redução nos consumos que o fabricante alemão fixa em 8%, isto num motor com uma potência de 184 cv às 4.400 rpm e um binário máximo de 300 Nm, logo a partir das 1.600 rpm.

Retirado de observador

Anúncios

Publicado por

Marcelo Oliveira

Profissional com experiência consolidada na Gestão de Frotas em empresas de serviços de transporte ou com parque automóvel de volume. Mais detalhes em https://marceloxoliveira.com/quem-e-marcelo-oliveira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s