Carsharing: desafios e oportunidades

carsharing belém_fleetmagazine_ptUm relatório publicado pela Associação Europeia de Fabricantes de Automóveis (ACEA) aborda as tendências, oportunidades e desafios enfrentados pela indústria de carsharing na Europa e no mundo.

O mercado mundial de carsharing engloba atualmente vários milhões de clientes e possui uma frota constituída por algumas dezenas de milhares de veículos. Apesar de fortemente concentrada em países industrializados, há um número crescente de empresas a operarem também em economias em desenvolvimento.

O relatório demonstra que não existe um modelo único de negócios/serviços nesta atividade e que estes variam em função das necessidades e disposição territorial e técnica da região em que a empresa opera. Segundo o documento, os clientes típicos tendem a ser jovens urbanos para os quais uma mobilidade flexível é bastante importante. Demonstra, ainda, que os diferentes players atuam de forma diversas, variando na forma de atuação, criando versões especializadas dos seus próprios carros e produzindo serviços específicos em função da frota.

Há, no entanto, desafios claramente identificados que a indústria de carsharing enfrenta. Estes variam entre os limites dos serviços que podem oferecer e que nem sempre conseguem satisfazer as necessidades dos utilizadores, os problemas causados por uma legislação que varia de região para região e ainda com o facto de algumas empresas de carsharing estarem a sentir dificuldade em lidar com as garantias dos veículos e com os respetivos seguros, uma vez que a utilização do serviço é muito variável em função do tipo de cliente.

Erik Jonnaert, secretário-geral da ACEA, escreve no relatório que o “carsharing revela potencial para se tornar parte integrante de uma solução de mobilidade urbana e pode ser opção para cidadãos que ainda não têm um carro e que vivem nas cidades”. No entanto, frisa este responsável “há uma série de problemas práticos, comerciais e regulamentares que ainda precisam de ser superados”.

Na edição de Setembro da FLEET MAGAZINE é igualmente indicada uma outra vantagem do carsharing para o setor empresarial, o facto de este serviço poder ajudar uma empresa a ter maior controlo sobre as emissões.

Nessa reportagem, Luís Rosendo, da CityDrive, evidencia o facto nos vários clientes empresariais que já utilizam os serviços desta empresa de carsharing, a mais recente a operar na região de Lisboa: “ao aderir a uma mobilidade amiga do ambiente, a empresa aumenta as suas credenciais em termos de responsabilidade social”.

É que, não sendo da responsabilidade do utilizador o automóvel, o valor das emissões é contabilizado nas contas de quem presta o serviço. Além, obviamente, da vantagem económica que representa um aluguer curto no tempo ou na distância, com estacionamento incluído, sem qualquer outro custo ou obrigação

Retirado de fleetmagazine

Anúncios

Publicado por

Marcelo Oliveira

Profissional com experiência consolidada na Gestão de Frotas em empresas de serviços de transporte ou com parque automóvel de volume. Mais detalhes em https://marceloxoliveira.com/quem-e-marcelo-oliveira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s