Bosch. 10 milhões de sistemas de injeção

BOSCH-~1A Bosch está de parabéns em 2013 com a produção do número 10 milhões em sistemas de injeção “common rail” para veículos comerciais (CRSN).

Os índices de produção ao longo dos últimos anos testemunham o rápido desenvolvimento desta tecnologia, que proporciona maior eficiência e menores emissões.

Após o lançamento do CRSN1 em 1999, um milhão de sistemas foram fabricados até ao final de 2003. Neste sentido, a Bosch comemora agora outro marco de produção, com os 10 milhões de CRSN que saíram da linha de produção em Janeiro de 2013.

Entre as várias gerações e fases de desenvolvimento, todos os sistemas CRSN partilham características comuns, incluindo o acumulador de pressão, de onde o combustível é injetado a alta pressão para dentro dos cilindros, através dos injetores que se encontram ligados entre si.

A separação de geração de pressão e injeção proporciona uma margem de liberdade, na medida em que considera o projeto do motor. As eletroválvulas medem o combustível de forma precisa, suportando até sete injeções individuais por ciclo energético nos sistemas utilizados.

As múltiplas e flexíveis injeções tornam os motores mais silenciosos, reduzindo igualmente as emissões e o consumo de combustível.

Fonte: oficinaturbo

Anúncios

Publicado por

Marcelo Oliveira

Profissional com experiência consolidada na Gestão de Frotas em empresas de serviços de transporte ou com parque automóvel de volume. Mais detalhes em https://marceloxoliveira.com/quem-e-marcelo-oliveira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.