Portugueses são os menos adeptos de reparações e manutenções no concessionário

body_and_paintwork_introduction

Mais de um Europeu em dois efetua ainda a manutenção da sua viatura no concessionário que a vendeu. Portugal contradiz esta tendência: mais de metade dos automobilistas (57%) não pondera efetuar a manutenção do veículo no concessionário onde a comprou. Os dados foram revelados pelo Caderno Automóvel do Observador Cetelem 2013, recentemente divulgado.

O orçamento que os consumidores consagram à manutenção automóvel não deixou de sofrer aumento, obrigando-os a procurar bons planos para este tipo de serviço. Em Portugal, os mecânicos independentes surgem como a opção em que os consumidores mais confiam. Esta opção inscreve-se nesta mesma lógica de procura, por parte dos clientes, de alternativas que sejam interessantes para reduzir o custo da reparação ou da manutenção do veículo.

Apesar dos veículos serem cada vez mais evoluídos e melhor equipados do ponto de vista técnico, a manutenção “Faça Você Mesmo” (Faço eu mesmo / Peço a um amigo que o faça») seduz 12% dos consumidores portugueses, um número acima do da média dos oito países europeus analisados (9%).

Para que as despesas de manutenção automóvel diminuam, os consumidores europeus encaram igualmente o recurso a uma solução original: comprar as peças sobressalentes e contratar mão de obra em separado. 86% dos automobilistas portugueses concordam com esta alternativa e dizem estar dispostos a contratar somente a mão de obra do mecânico.

«Dissociar o custo das peças e o custo da mão de obra denota bem, mais uma vez, uma lógica de racionalização de custos: o pós-venda deverá enfrentar o desafio do custo “justo” para satisfazer um consumidor que, mais do que tudo, faz as suas escolhas com a mão na carteira. O relançamento da distribuição automóvel irá, assim, passar em grande parte pela capacidade que os concessionários e os vendedores tiverem de não serem só inspiradores da compra, mas serem, sobretudo, facilitadores junto dos clientes que procuram sempre informar-se sobre os condicionamentos ligados à compra e à utilização de uma viatura» afirma Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem.

Fonte: aftermarketnews

Publicado por

Marcelo Oliveira

Profissional com experiência consolidada na Gestão de Frotas em empresas de serviços de transporte ou com parque automóvel de volume. Mais detalhes em https://marceloxoliveira.com/quem-e-marcelo-oliveira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.