GM e PSA desvendam detalhes da aliança global

imagesSteve Girsky, vice-presidente da GM e presidente do Conselho Fiscal da Opel, e Philippe Varin, presidente da Direcção da PSA Peugeot Citroen, responderam, na passada quinta-feira, às questões colocadas pela imprensa, durante uma reunião em Bruxelas, na Bélgica, na “Maison de l’Automobile”.

Este encontro foi uma ocasião para detalhar os progressos significativos realizados pelos parceiros no âmbito da aliança estratégica global. Conforme os dois grupos haviam indicado a 20 de Dezembro de 2012, os acordos definitivos em matéria de compras, logística e desenvolvimento de veículos comuns foram assinados nos prazos anunciados.

No que diz respeito ao desenvolvimento comum de plataformas e de veículos, a distribuição equilibrada dos papéis e responsabilidades permitirá a cada um dos parceiros tirar o máximo proveito desta colaboração: o monovolume do segmento C da marca Opel/Vauxhall, o CUV do segmento C da marca Peugeot e os monovolumes do segmento B para os dois grupos serão desenvolvidos sobre as plataformas da PSA Peugeot Citroen; a GM conduzirá o desenvolvimento dos monovolumes do segmento B para os dois grupos; a moderna plataforma do segmento B para viaturas de baixas emissões de CO2 da próxima geração de veículos Opel/Vauxhall e PSA na Europa e no resto do mundo será objecto de um desenvolvimento partilhado.

Os acordos assinados no ano transacto previam, entre outros pontos, a criação de uma organização comum de compras na Europa, entregue a uma “joint venture”. Essa estrutura recebeu agora a aprovação das autoridades competentes da concorrência, pelo que a Organização Comum de Compras (Joint Purchasing Organisation – JPO) estará operacional muito em breve.

Numa fase de transição, a estrutura será edificada sob a supervisão de um dirigente da GM, que será substituído, no prazo máximo de um ano, por um vice-presidente responsável pelas compras e por um vice-presidente adjunto, que serão nomeados alternadamente por cada um dos dois grupos.

A GM e a PSA Peugeot Citroen confirmam também a sua intenção de desenvolver novos projectos à escala mundial, com o objectivo de expandir a sua aliança e aproveitar as novas oportunidades. Neste contexto, está em fase de estudo a exploração de novas oportunidades em mercados emergentes, incluindo a América Latina e a Rússia, que representam áreas prioritárias para ambos os grupos.

Por outro lado, os dois grupos confirmam a sua intenção de desenvolver em conjunto uma nova geração de motores compactos a gasolina, económicos e de elevada performance, a partir do actual programa da PSA de motores compactos a gasolina (motores EB).

Fonte: lusomotores