Banco da Volkswagen quer financiar mais de 30% dos carros do grupo

Grupo alemão estende a Portugal a actividade de seguradora e financiamento. O projecto está de pé desde o início do ano, mas só agora começa a dar os primeiros passos nos concessionários.

 

737943

O Volkswagen Bank, o braço financeiro e segurador da fabricante automóvel alemã, opera em Portugal desde o primeiro trimestre, mas só esta semana passou a estar no terreno com a vocação que o levou a entrar no mercado nacional: enquanto seguradora e instituição de crédito das marcas do grupo e dos clientes da rede de retalho das 73 concessionárias.

O objectivo do Volkswagen Bank em Portugal é que, dentro de dois a três anos, possa financiar um terço dos carros comercializados pelas marcas do grupo – onde se incluem a Volkswagen, a Seat, a Audi e a Skoda. A meta é passar o actual volume de financiamento de 80 milhões de euros.

O banco pode desenvolver actividade bancária tradicional, como acontece com a casa-mãe alemã, mas não é essa a sua vocação. O objectivo é actuar tanto junto dos concessionários que pertencem à rede do grupo – financiando a tesouraria das empresas, o stock de carros novos, viaturas de demonstração ou peças – como junto dos clientes finais, nos postos de venda desses concessionários.

O projecto do Volkswagen Bank em Portugal, sucursal da alemã Volkswagen Financial Services, arrancou em Abril de 2011, numa altura em que o mercado automóvel europeu já estava em queda – e de forma mais expressiva em Portugal. Há um ano, ganhou licença bancária para actuar como instituição financeira e, a partir de Fevereiro-Março passado, iniciou de facto a actividade de financiamento de stock dos concessionários.

O director-geral do Volkswagen Bank em Portugal, Luís Schunk, que apresentou esta terça-feira o projecto em Lisboa, acredita que a operação poderá beneficiar um mercado que em Portugal está em contracção há dois anos, mas não arrisca dizer qual o impacto para poder inverter a tendência. “Se pudermos ajudar, é um cenário bem-vindo”.

“O mercado está sob pressão”, com a escassez de crédito na economia a reflectir-se na queda do mercado de carros novos e de usados. A missão do Volkswagen Bank, diz Luís Schunk, “é sustentar a estabilidade das marcas” e dos concessionários do grupo alemão criando uma cadeia de fidelidade dos clientes às marcas.

Para além de actuar como seguradora e financiadora do stock de viaturas dos concessionários, o banco tem para os clientes produtos de crédito vocacionados para a compra de automóvel, com modalidades diferentes, em que, por exemplo, a propriedade da viatura é do Volkswagen Bank ou fica em nome do cliente.

A Renault continua a ser a marca que mais ligeiros de passageiros vende em Portugal. Até Novembro, comercializou 9501 carros novos. A Volkswagen é a segunda marca (9137 veículos), mas, se forem consideradas a Seat, a Audi e a Skoda, as vendas do grupo sobem para 19.005 unidades.

Fonte: publico

Anúncios

Publicado por

Marcelo Oliveira

Profissional com experiência consolidada na Gestão de Frotas em empresas de serviços de transporte ou com parque automóvel de volume. Mais detalhes em https://marceloxoliveira.com/quem-e-marcelo-oliveira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.