Os carros e os sapatos são uma janela para a nossa personalidade

O escritor italiano e analista de design de calçado, Andrea Silvuni, defende que é possível saber muito sobre a personalidade de uma pessoa através do tipo de sapatos que usam e do tipo de carro que conduzem.

“Da mesma forma que o Chevy Bel Air  foi sinónimo de luxo e poder, e mostrou que se estava bem na vida, usar uns sapatos italianos irá revelar o seu poder interior e abrir aos outros uma janela para a sua personalidade. Não importa o tipo de calçado, há sempre razões para essa escolha e como elas transmitem o que somos e a nossa disposição”, disse Silvuni.

Os chinelos rasos são semelhantes aos carros citadinos, como o Smart Fortwo ou o Chevrolet Spark. Mostram que uma pessoa é descontraída, pouco tradicional e aberta a novas experiências.

As sabrinas e os pumps são como um VW Polo. São confortáveis ​​em todo o lado, dignos de confiança mas sem ser algo de muito forçado.

Os brogues ou oxfords são mais conservadores, seguros e fiáveis. Podem ser comparados a um sedan produzido em massa tal como o Jetta. Podem não estar na crista da onda no que toca às últimas tendências, mas estão prontos para quase tudo.

Os ténis/sapatilhas são jovens, leves e divertidos. De acordo com Silvuni, são como um SUV compacto como o Kia Sportage.

Os stilettos são agressivos e sensuais. Representam o carro desportivo do mundo do calçado, não muito útil, mas sem dúvida muito atraente.

“Ao entrar mais a fundo na anatomia dos sapatos e dos carros, somos capazes de identificar muitos aspetos  de engenharia em comum. Os avanços na tecnologia automóvel e dos pneus inspirou designers de calçado a desenvolver solas de borracha que ajudam a aderir à calçada num dia chuvoso e camadas protetoras impermeáveis de calçado ​​que podem ser encontradas nos materiais utilizados nos assentos de veículos”, disse Silvuni.

Fonte: autoviva

Anúncios

Publicado por

Marcelo Oliveira

Profissional com experiência consolidada na Gestão de Frotas em empresas de serviços de transporte ou com parque automóvel de volume. Mais detalhes em https://marceloxoliveira.com/quem-e-marcelo-oliveira

3 opiniões sobre “Os carros e os sapatos são uma janela para a nossa personalidade”

  1. Gostei muito do artigo. Concordo com a ideologia, embora a realidade, por vezes, nos mostre outros cenários. Não vi os “meus sapatos” retratados, e consequentemente, não vi o “meu carro”… Eu sei, eu sei, isto é um artigo, e não uma investigação. Já agora, prefiro alguns carros japoneses, e outros ingleses.

    Gostar

  2. Tem a sua veracidade, embora tenhamos que analisar também a faixa etária em que se insere, geograficamente onde se encontra, e mais uns quantos factores que influenciam a análise.
    Por exº, nós que trabalhamos em automóveis, temos uma maneira diferente de analisar as viaturas que adquirimos, posso adorar um carro, mas se as probabilidades de avaria forem muitas, e apesar de gostar dele, não o compro.
    Eu por exº tenho um familiar médio alto japonês fiável, confortável e espaçoso, mas tb tenho um pequeno italiano que descarrega adrenalina.
    E uso consoante para onde vou, como vou, com quem vou, qual está disponível etc.
    Como são duas viaturas, digamos que… antagónicas, é mais fácil, se calhar definir o estado de espírito no momento em que os guiamos, do que definir a personalidade.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.